11 setembro 2013

Pequenos Cortes de Papel Todos os Dias


Tinha que compartilhar com vocês uma das minhas partes preferidas do livro Cidade das Almas Perdidas, da autora Cassandra Clare. Essa parte mostra uma conversa entre Alec,Isabelle,Magnus e Simon, sobre os preconceitos que o Alec recebe devido sua orientação sexual.

- Mas se você não me contar quando as pessoas falarem coisas assim, ou fizerem coisas que o machuquem, como vou poder ajudar? - Simon sentiu a agitação de Isabelle pelo corpo - Como vou poder...

- Iz - falou Alex, cansado. - Não é como se fosse uma coisa grande e ruim. São várias coisinhas invisíveis. Quando eu e Magnus estávamos viajando, e eu ligava de lá, o papai nunca perguntava por ele. Quando eu me levanto para me pronunciar nas reuniões da Clave, ninguém me ouve, e não sei se é porque sou novo, ou por outro motivo. Vi mamãe conversando com uma amiga sobre os netos dela, e assim que entrei no recinto, elas se calaram. Irina Cartwright me disse que era uma pena que ninguém fosse herdar meus olhos azuis - Ele encolheu os ombros e olhou para Magnus, que tirou uma das mãos do volante para colocá - la na de Alec. - Não é como uma facada da qual você pudesse me defender. São milhares de pequenos cortes de papel todos os dias.

0 Comentários: