07 outubro 2013

Resenha do filme As Vantagens de Ser Invisível


Sinopse

Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Seu professor de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si... até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.

Minha Resenha

Havia baixado o filme As Vantagens de ser Invisível a mais de duas semanas, mas estava sem ânimo para vê - lo, pois não imaginava que ele fosse um dos melhores filmes sobre drama adolescente.

O elenco do filme não poderia ter sido melhor! Ver a linda Emma Watson interpretando um papel totalmente diferente da personagem Hermione do filme Harry Potter será inesquecível. Não posso deixar de citar o ator Logan Lerman que conseguiu trazer para o seu personagem uma fragilidade de criança. Nunca tinha visto o ator Esza Miller atuando, porém ele se saiu muito bem como um gay extrovertido.

Charlie é o personagem em que a maioria dos jovens se identificam, porém com mais problemas do que o normal. Ele sempre amou sua tia, mas por algum motivo isso lhe trouxe traumas, sem falar que o seu melhor amigo se suicidou um ano antes de entrar no Ensino Médio. Penso que seja fácil entender o motivo pelo qual Charlie não consegui interagir com as pessoas à sua volta.

Até hoje gostaria de saber o motivo de alguns jovens serem tão idiotas para conseguirem popularidade enquanto alunos do Ensino Médio. No filme Charlie sofre Bullying e não pode nem ao menos sentar perto de sua irmã durante o lanche por ser calouro. Eu já sofri Bullying enquanto estudante do Ensino Médio, mas nada se compara com o que o personagem sofreu em seus dias letivos.

A personagem Sam é uma veterana linda que sonha em entrar para a faculdade da Pensilvânia. Ela vê bondade no coração de Charlie e o apresenta ao seu mundo. Seus conflitos individuais estão relacionados com o passado e relacionamentos amorosos.  

Patrick com certeza foi o meu personagem favorito. Ele é um dos poucos veteranos que se importa em dar um pouco de conforto aos calouros. Ele é muito engraçado e sempre prega peças em seus professores. Porém, nem todo mundo é tão feliz quanto demonstra ser. Assim como os demais personagens, Patrick tem seus conflitos individuais, sendo eles relacionados com a sua orientação sexual. Há uma cena no filme que encherá os seus olhos de lágrimas, seja você a favor ou contra relacionamentos de pessoas do mesmo sexo.

Chega de entrar em detalhes!!! Agora é o momento em que você dá um jeito de assistir o filme e também ler o livro, que por sinal ainda não li por não ter tido verba financeira para comprá - lo, inclusive o aceito de presente!

Espero que tenha gostado da minha resenha e se puderem deixem um comentário com críticas e sugestões sobre a minha escrita. Abraços!!!


1 Comentários:

Always be Myself disse...

Eu assisti esse filme tem pouco tempo,e confesso que fiquei surpresa. Todos os temas abordados no filme de algum modo, todos quando adolescentes já passamos ou conhecemos alguém que passou.Mais acho que o que faz você parar para pensar,e como quando ás pessoas param de olhar só para si mesmos podem descobrir que atrás de uma pessoa quieta e na dela, pode haver um ser humano incrível e buscando ajuda.