21 junho 2016

Divisão de Macronutrientes (Carboidratos, Proteínas e Gorduras) em Dietas para Atletas

Atleta, Nutrição Esportiva, Carboidratos, Proteínas, Gorduras,Dieta,Nutricionista, Esportes

As pessoas que praticam exercícios físicos voltados para boa forma podem normalmente atingir suas necessidades de macronutrientes de uma dieta normal de 45% a 55% das calorias na forma de carboidratos (3 a 5g/kg/dia), 10% a 15% de proteínas (0,8 a 1g/kg/dia) e 25% a 35% de gorduras (0,5 a 1,5 g/kg/dia). Reparem que o número de carboidratos e gorduras é maior que o de proteínas, lembrando que as gorduras que deverão ser consumidas no seu plano alimentar devem ser de boa qualidade. Os indivíduos que se encontram com o percentual de gordura elevado, poderão ter em seu plano alimentar uma porcentagem menor de carboidratos, vai depender da conduta nutricional do profissional que for lhe acompanhar. Deixando claro que apenas nutricionistas têm permissão para prescreverem planos alimentares.

Atletas envolvidos em treinamentos moderados ou de alta intensidade costumam necessitar de quantidades maiores de carboidratos e proteínas. De acordo com o livro Krause, o consumo mínimo de carboidratos deve ser de 50% do total de calorias ingeridas, mas o ideal é 60% a 70% (5 a 8g/kg/dia ou 250g a 1.200g/dia para um atleta de 50 a 150 Kg). As calorias restantes devem ser distribuídas para as proteínas (10% a 15%) e para as gorduras (20% a 30%). Alertando, que esse alto consumo de carboidratos é para atletas que costumam participar de competições esportivas e que treinam cerca de 3 a 6 horas, de maneira moderada ou intensa, diariamente. Atletas que estiverem com o percentual de gordura elevado poderão ter uma conduta diferenciada, já que para a perda do acúmulo de gordura é interessante a diminuição dos carboidratos. Mais uma vez, vai depender da conduta do seu nutricionista.

Vocês devem ter percebido que a maioria das diretrizes fala em porcentagem calórica para divisão dos macronutrientes, porém, é bastante comum na área clínica, os nutricionistas optarem por prescreverem os macronutrientes de acordo com o peso do paciente. Por essa razão você viram em todas citações de porcentagem um parêntese com a recomendação em gramatura. Se um nutricionista prescreveu 4.500 Kcal para um atleta que pesa 70Kg e deste total definiu que 15% seriam de proteínas, então o atleta consumiria por dia cerca de 2,4g/kg de peso ao dia, um número alto e com possível risco. Entenderam a razão da maioria dos nutricionistas preferirem prescrever levando em consideração a gramatura por peso? Principalmente para as proteínas diárias?

Se ficou alguma dúvida, comenta na publicação que terei o maior prazer de responder. Caso seja uma pessoa próxima, pode me chamar no WhatsAPP que esclareço para você. Grande abraço e até a próxima publicação!

Postagem em destaque

Começando o Projeto Fall Season do Banco de Séries com o seriado Greenhouse Academy

Sabe quando bate aquela insônia e você procura o que fazer pela internet? Pois é, resolvi participar de uma maratona de seriados propos...